O Tempo e o Trabalho

A linha do tempo é algo não mensurável no contexto do infinito, portanto sempre é vez de aprender, sempre é tempo de começar.

Pouco importa o que fizemos no passado, pouco importa como chegamos até aqui, importa sim, o que pretendemos a partir de hoje.

Os erros nos fizeram sofrer, ou ainda fazem, mas, por outro lado, nos orientaram e conduziram até aqui.

Não lamentemos o passado, mas sejamos gratos a ele, posto que nos propiciou as possibilidades que se colocam ao nosso alcance hoje.

Trabalhando sempre a terra de nosso próprio espírito, garantiremos a colheita da paz e da felicidade no futuro.

A oportunidade de servir hoje, significa a chance de servir amanhã, e o serviço, em nome do bem e da paz, voltado à busca da verdade e à instalação dos preceitos de amor e benevolência, trazem uma remuneração inavaliável, posto que elevam nossa condição e depuram nossas dificuldades, transcendendo a dor e a necessidade, que não seja a de amar, amar ao próximo como a si mesmo, tal qual nos recomendou o Mestre Jesus.

O esforço é para sermos, de fato, aquilo que, já cremos, devemos ser.

Que sejamos felizes na escolha da direção, no apreço pelo caminho, no cuidado com a caminhada, na atenção com a vida, nas oportunidades de auxiliar, na forma de se conduzir, para que no final, no final que não existe, alcancemos a luz meridional, a felicidade inquestionável, o conhecimento inesgotável, no coração do Pai.

E-mail: iandolijr@uol.com.br

Categorias

Posts Relacionados

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *