Não é possível

Recentemente, no comentado Plano Nacional de Direitos Humanos do governo federal havia um dispositivo que retiraria das repartições públicas os símbolos religiosos de qualquer natureza, principalmente, claro, os cristãos por serem mais comuns. A reação da Igreja Católica foi imediata. Os argumentos foram de toda sorte e natureza, houve até quem dissesse que, em sendo assim, logo se pediria a…

Continue lendo

Ninguém ama a Deus

Sempre guardei como proposta de pregação a libertação das pessoas, fazendo-as pensar, refletir, a fim de que não criassem um simples “eu acredito”, “eu creio”, mas um grande e sonoro “eu sei”. Dessa forma, sigo contrariando aqui, pondo para pensar ali, desmistificando acolá. Claro que tudo isso vai incomodar, porque as pessoas não querem se ver mexidas em sua fé,…

Continue lendo

Verdades e mentiras

Há alguma coisa de diferente na psicosfera das religiões. Uma espécie de colocação de pingos nos “is”, ou restauração de verdade, sinceridade. O certo é que, realmente, nódoas estão se tornando mais visíveis; mentiras jogadas para o fundo das conveniências estão se superficializando; ilusões estão se desmoronando. Alguém dirá que é o tal propagado mundo de regeneração, que a Terra…

Continue lendo

Valeu a pena

Há quem pense que desistir de algo significa não ter coragem de ir adiante, vencer dificuldades, passar ao largo dos que se opõem, mas penso diferente: não acho que seja covardia, mas, talvez, por não guardar a convicção na alma, a certeza na mente de que sempre vale a pena ir em busca do seu sonho, do seu ideal, de…

Continue lendo

Deixemos de mistificar

O volume de informações que todos temos nos dias atuais está deixando para trás, lá para as décadas de 70 e 80, o que chamaria de fé ingênua, onde os postulantes a espíritas acreditavam em tudo que os “médiuns” diziam, principalmente quanto à excepcionalidade de suas “faculdades”. Muita gente comia gato por lebre, e ainda come. Recentemente, por exemplo, um…

Continue lendo

A força da esperança

Conta a mitologia grega que Epimeteu, irmão de Prometeu, que roubara o fogo da sabedoria, do conhecimento dos deuses, se casou com Pandora, tida como a primeira mulher cheia de virtudes colocadas pelos deuses, como a paciência, a meiguice ao lado da beleza, a inteligência e outras habilidades mais. Hermes, no entanto, coloca em seu coração a traição e a…

Continue lendo

O grande desafio

Desde o momento em que os filósofos Heráclito, Pitágoras e Xenófanes começaram a se posicionar contra os princípios da fé religiosa, começou a haver um rompimento entre fé e razão. Assim começa um grande desafio da humanidade, dos pensadores e teólogos: associar fé e razão. No século XIX, Augusto Comte investe no que ele chamou de a Religião da Humanidade,…

Continue lendo

Os manipuladores da fé

Somos, na realidade, produtos da nossa história emocio-psicológica e espiritual de sempre. Não é preciso grande erudição, por exemplo, para nos darmos conta da existência de manipuladores da fé humana - os sofistas - que vivem assentados em pretensos e arrogantes conhecimentos religiosos para ditarem o que é certo ou errado, muitas vezes, diante de uma massa ignara, que só…

Continue lendo

Bom senso está em falta

Na abertura do Discurso do Método, Descartes usa a expressão bom-senso como sinônimo de razão, afirmando: “A faculdade de bem julgar e de distinguir o verdadeiro do falso (...)”. É assim que devemos perseguir sempre o entendimento do que tentam nos impor goela abaixo, como no caso dos esclarecimentos à população acerca da alteração da praça de pedágio do Concessionário…

Continue lendo

Espíritas, usai a razão

Estamos vivendo um momento de reavaliação de conceitos e posições. A tão decantada globalização está aí, impondo-nos modernização de acesso a informações, fazendo com que a notícia se torne conhecida no exato momento da sua ocorrência. As pessoas estão mais bem informadas e com o seu valor de crítica assumido, de forma tal que, sem sombra de dúvidas, mais do…

Continue lendo