Reencontro

Dispo-me dos preconceitos, retiro as amarras do ódio, preparo-me para o Grande Encontro.

Retiro os véus da ignorância, acendo a luz da fé, percebendo a transcendência da vida Mais Além.

Olho para a frente e vejo o quanto tenho a caminhar; olho para trás e vejo a escuridão dos séculos.

Sou um peregrino que anda em busca de mim mesmo, mas que sempre me deparo com o outro, como eu, sequioso de um Encontro.

Sempre que reencontro alguém, penso que devo ser-lhe grato por me permitir enxergar-me melhor.

A repetição é a consagração de que há algo a aprender.
O outro é meu mestre que a vida encaminha quando pretendo encontrar com Deus

Categorias

Posts Relacionados

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *